sábado, 23 de julho de 2011

Guerreiros da Última Ordem - Quem como Deus?




GUERREIROS DA ÚLTIMA ORDEM.

 

Quem como Deus?

 

Amados irmãos, lançando mão das palavras de nosso querido general, São Miguel Arcanjo, convido-os para conosco fazermos uma profunda reflexão sobre o nosso Adorável, DEUS Trindade.

Desgraçadamente a humanidade, em sua grande maioria, esqueceu do seu Criador, Salvador e Santificador, depois não entende, nem consegue explicar porque as pessoas, as instituições e o planeta perderam a paz, a segurança, a esperança e a confiança. Não lembram ou nunca se preocuparam em saber que Deus, a partir de Seu santo Espírito Criador, Santificador, Renovador e Regulador, através de Seus santos Anjos, é o Grande e Único Maestro de toda a Criação, visível e invisível.

Saiba, ó homem, é nosso Amoroso e Onipotente DEUS que comanda e zela por todo o universo, até os confins que os chamados doutos nem ousam imaginar! Esse mesmo Pai, tão infinito e misteriosamente poderoso, emociona-se e tem Seu Santíssimo Coração tocado por um sorriso e uma prece de uma criancinha que se encontre em qualquer cantinho deste imenso planeta. Observemos, a partir dessas colocações, como Deus é absoluto em todos os Seus atributos. Nada, nem ninguém, aproxima-se, minimamente que seja, de qualquer um de seus predicados,


ELE é Onipotente; tudo pode.

ELE é Onisciente; tudo sabe.

ELE é Onipresente; tudo vê.


Sabe e vê inclusive o íntimo de todos nós: o estado de nossas almas, a verdadeira intenção dos nossos corações e até o mais fugaz de nossos pensamentos. Em nosso Deus tudo é plenitude. A Santidade, o Amor, a Misericórdia, a Graça e também a Justiça, tão escamoteada e esquecida hoje em dia. Ou seja, Deus é o Sumo Bem.


Todo Pensamento e Ação de Deus visa o bem da Criação e de Suas Criaturas, porque tem como alicerce o Amor. Se fosse possível destacar algo N’Aquele que é o Absoluto em tudo, sem dúvida elegeríamos o Amor. É só olharmos a Criação:

__ A variedade, o colorido, o perfume e a beleza das flores;

__ A variedade, o colorido e a beleza dos pássaros;

__ O amanhecer ensolarado da primavera nos campos;

__ As criancinhas sorridentes a brincar nos parques; enfim são muitas as situações, na face da terra, que testemunham a grandiosidade desse Amor.


E o que ELE nos pede, em contrapartida, por tanto que nos deu e nos dá? Simplesmente e tão somente que dediquemos a ELE, Pai tão atencioso, terno e carinhoso, um pouquinho só do muito que nos tem dado: AMOR!

E como reage a maioria de seus filhos ingratos? Esquecem-No, ignoram-O, creditando toda essa amorosa riqueza da Criação a uma absurda explosão cósmica que a tudo criou, e a outra não menos absurda evolução natural que a tudo aperfeiçoou. Trocam a insofismável e milagrosa Ação de Deus, pelas farsas deslavadas urdidas pelos homens inspirados pelo pai da mentira, o espírito das trevas, inimigo do Criador e de Suas criaturas. Assim caminha então a humanidade, que troca a Verdade de seu Deus de Amor, pelas fábulas de seu algoz que os conduz para o abismo eterno.

O amor é verdade e Salvação eterna, o ódio é mentira e perdição.


“Guerreiros da última ordem”.






“Quem busca, acha!” (Mt. 7,7)


Ninguém, em tempo algum, buscou a Deus, seu amoroso Pai, e não O encontrou. Existe apenas e tão somente uma única condição para achá-Lo: Que se busque com profunda humildade, sinceridade e amor.

“Vinde a Mim, vós todos que estais aflitos sob o fardo, e Eu vos aliviarei. Tomai Meu jugo sobre vós e recebei Minha Doutrina, porque Eu sou manso e humilde de coração e achareis o repouso para as vossas almas. Porque Meu jugo é suave e Meu peso é leve”. (Mt 11,28-30)


Meditem, amados irmãos, sobre a amorosa disponibilidade e simplicidade de nosso Deus de amor. ELE quer ser buscado, ELE deseja ser encontrado, ELE convida, ELE pede, ELE nos incentiva, ELE escancara Seu Sacratíssimo Coração para abrigar a todos nós, Seus amados filhos: “Vinde a Mim!” E por que não corremos todos e nos jogamos em Seus Braços Paternais, abrasados de amor e acolhimento? Por que ignoramos Seus convites? Por que temos tão pouca fé e tão pouco amor por Aquele que nos deu e nos dá tudo? Inclusive a Si Próprio, em Corpo, Sangue, Alma e Divindade, presentes na Santíssima Eucaristia?


Irmãos, com certeza nos custará muito caro ignorarmos os chamados de Deus; rejeitá-lo. Vamos todos já ao encontro Dele, enquanto podemos encontrá-Lo, em toda a Sua plenitude amorosa e misericordiosa, nos Sacrários do mundo!


“Guerreiros da última ordem”.








Tempos Messiânicos

Parte I



Quando satanás inspirou e induziu Adão e Eva a desobedecerem ao Criador, sendo por isso expulsos do paraíso, por ação da JUSTIÇA DIVINA, os Céus fecharam-se para os homens.

A partir desse momento a humanidade contraiu uma dívida tão alta, que para reparar a ofensa feita a Santa Justiça, somente o próprio DEUS poderia pagá-la. Esse foi o preço que a própria SANTÍSSIMA TRINDADE determinou, para libertar o homem do jugo eterno de satanás, ao qual tinha se condenado. E também para dar-lhe a chance de, um dia, voltar a conviver com seu PAI na Glória Celeste.


Com o passar dos séculos, e ao aproximar-se o tão aguardado e desejado momento, DEUS começou, através de Seus profetas, (como sempre fez, faz e fará em momentos importantes para a humanidade. “Porque o Senhor Javé nada faz sem revelar seu segredo aos profetas seus servos.” Am. 3,7.) a preparar os filhos fiéis do povo eleito, para a maior demonstração de Amor e Misericórdia do Criador para com Suas criaturas: O próprio DEUS viria viver humanado para doar-se, e assim reparar, expiar, resgatar, salvar e reabrir o acesso ao paraíso aos homens de boa vontade, de todos os tempos.


O profeta Isaías, que viveu aproximadamente 735 anos antes da Encarnação do Verbo, foi o primeiro a anunciar no capítulo 9, versículo de 1 a 6:

“O povo que andava nas trevas viu uma grande luz; sobre aqueles que habitavam uma região tenebrosa resplandeceu uma luz...(...) porque um menino nos nasceu, um filho nos foi dado; a soberania repousa sobre seus ombros, e ele se chama: Conselheiro admirável, DEUS forte, PAI eterno, príncipe da paz. Seu império será grande e a paz sem fim sobre o trono de Davi e em seu reino. Ele o firmará e o manterá pelo direito e pela justiça, desde agora e para sempre. Eis o que fará o zelo do Senhor dos exércitos.”


No capitulo 11, versículo de 1 a 5, o profeta antecipa:

“Um renovo sairá do tronco de Jessé, e um rebroto brotará de suas raízes. Sobre ELE repousará o ESPÍRITO do Senhor, ESPÍRITO de sabedoria e de entendimento, ESPÍRITO de prudência e de coragem, ESPÍRITO de ciência e de temor ao Senhor. (Sua alegria se encontrará no temor ao Senhor.) ELE não julgará pelas aparências, e não decidirá pelo que ouvir dizer; mas julgará os fracos com eqüidade, fará justiça aos pobres da terra, ferirá o homem impetuoso com uma sentença de sua boca, e com o sopro dos seus lábios fará morrer o ímpio. A justiça será como o cinto de seus rins, e a lealdade circundará seus flancos”.


No capítulo 42, versículo de 1 a 9, novamente o profeta Isaías renova o anúncio do Messias:

“Eis Meu Servo que EU amparo, Meu Eleito ao qual dou toda a Minha afeição, faça repousar sobre ELE Meu ESPÍRITO, para que leve ás nações a verdadeira religião. Ele não grita, nunca eleva a voz, não clama nas ruas... (...) EU, o Senhor, chamei-te realmente, EU te segurei pela mão, EU te formei e designei para ser a aliança com os povos, à luz das nações...”.



E também no capítulo 49, versículo de 1 a 6. Observemos principalmente os capítulos 50, de 4 a 11, 52, de 7 a 12 e 53, de 1 a 12, onde é profetizado, em detalhes precisos, a dolorosa paixão do Messias Salvador e Redentor que viria para imolar-se e resgatar aqueles que o acolhessem.


Ainda no capítulo 55, em toda a sua extensão, o PAI Eterno, através do profeta, conclama o povo a Salvação citando o Messias:

“Farei de ti um testemunho para os povos, um condutor soberano das nações; conclamarás povos que nunca conheceste, e nações que te ignoravam acorrerão a ti, por causa do Senhor teu DEUS, e do Santo de Israel que fará tua glória. Buscai ao Senhor já que Ele se deixa encontrar; invocai-o, já que, está perto. Renuncie o malvado a seu comportamento, e o pecador a seus projetos; Volte ao Senhor, que dele terá piedade, e a nosso Deus que perdoa generosamente...”.

 

Exortamos a nossos irmãos que leiam e meditem, na integra, todas as passagens do profeta Isaías, aqui citadas, para entendermos um pouco mais sobre os desígnios de nosso DEUS Trindade. Também para reconhecermos a Sua poderosa onisciência que antecipou alguns detalhes impressionantes, mais de 700 anos antes, não só a vinda do Messias, mas principalmente a Sua dolorosíssima paixão.

Ainda cumpre-nos alertar sobre o caráter singularíssimo do anúncio profético, deixado muito claro em todas as ações de Deus na face da terra, em todos os tempos; e logicamente incluindo-se aí também os nossos tempos atuais.



Apesar de hoje em dia muitos procurarem de diversas formas esconder, confundir e até impedir as manifestações do ESPÍRITO SANTO de DEUS, é importantíssimo termos nítido que o tempo da Redenção, da Criação e das criaturas ainda continua seu curso inexorável, independente do grau de apostasia que tenham atingido aqueles que deveriam ser os primeiros a enxergar e anunciar os sinais dos tempos.

Jamais esqueçamos a exortação do apóstolo das nações, o grande São Paulo: “Não extingais o ESPÍRITO. Não desprezeis as Profecias. Examinai tudo: Abraçai o que é bom. Guardai-vos de toda a espécie de mal.” (I Tess, 5, 19-22)


“Guerreiros da última ordem.”






TEMPOS MESSIÂNICOS

Parte II.



            Depois de ser profetizado por mais de sete séculos, eis que se aproxima o momento ímpar na história da humanidade, o Messias, o prometido do Pai, virá habitar entre os homens:

“Mas você, Belém de Éfrata, tão pequena entre as principais cidades de Judá! É de você que sairá pra Mim Aquele que há de ser o chefe de Israel! A origem Dele é antiga, desde tempos remotos. Pois DEUS os entrega só até que a Mãe dê à Luz, e o resto dos irmãos volte aos israelitas. De pé, ELE governará com a própria força de Javé, Seu DEUS. E habitarão tranqüilos, pois ELE estenderá o Seu poder até as extremidades da terra. ELE próprio será a paz.” (Miquéias 5,1-4)

 

         - Essa sim, amados irmãos, a maior e mais grandiosa explosão geradora de vida, a explosão do Amor do Pai, que se originou no Céus, no Coração de DEUS, transpassou a eternidade e ingressou na temporalidade, abrigando-se no Seio Puríssimo de uma Virgem, preparada desde sempre para a Sacralidade desse momento. E o ESPÍRITO SANTO doa para os homens o DEUS-Menino, Salvador e Redentor.

Pronto, a Profecia cumpriu-se e o Mistério, secularmente aguardado, realizou-se: A SANTÍSSIMA TRINDADE Una e Trina, Indissociável, Indivisível, o Criador, o Salvador e o Santificador, habitam entre as Suas criaturas. O Onipotente faz-se tão pequeno e frágil, que quer precisar das criaturas, que veio resgatar.


Quantas lições podemos tirar dos desígnios de Deus: Amor, Misericórdia, Justiça, Humildade, Doação, Confiança e Esperança.

 

         É importante observamos também como nosso DEUS é paciente, compassivo e fiel, no cumprimento de Sua palavra; sendo, no entanto, dessa, Seu refém e escravo até o derradeiro desdobramento.


         “O machado já está posto na raiz das árvores. E toda árvore que não der bom fruto, será cortada e jogada no fogo. Eu batizo vocês com água para a conversão. Mas aquele que vem depois de mim é mais forte do que eu. E eu não sou digno nem de tirar-lhe as sandálias. Ele é quem batizará vocês com o Espírito Santo e com fogo. Ele terá na mão uma pá: vai limpar sua eira, e recolher seu trigo no celeiro; mas a palha Ele vai queimar no fogo que não se apaga”. (Mt 3,10-12)


            - E Nosso Senhor Jesus Cristo em seus três anos de vida pública, dos quais testemunham o santo Evangelho, deixou-nos todos os ensinamentos necessários para bem vivermos, nossas vidas terrenas, em comunhão com a Vontade do Santíssimo Pai do Céus, e principalmente alcançarmos a salvação de nossas almas:


         “Felizes os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus. Felizes os aflitos, porque serão consolados. Felizes os mansos, porque possuirão a terra. Felizes os que tem fome e sede de justiça, porque serão saciados. Felizes os que são misericordiosos, porque encontrarão misericórdia, felizes os puros de coração porque verão a DEUS. Felizes os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de DEUS. Felizes os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus. Felizes vocês, se forem insultados e perseguidos, e se disserem todo tipo de calunia contra vocês, por causa de Mim. Fiquem alegres e contentes, porque será grande para vocês a recompensa no Céus. Do mesmo modo perseguiram os profetas que vieram antes de vocês.” (Mt 5, 3-12)


         “Não ajuntem riquezas aqui na terra, onde a traça e a ferrugem corroem, e onde os ladrões assaltam e roubam. Ajuntem riquezas no Céus, onde nem a traça, nem a ferrugem corroem, e onde os ladrões não assaltam, nem roubam. De fato, onde está o seu tesouro, aí estará também o seu coração”. (Mt 6,19-21)

 

         “Ninguém pode servir a dois senhores. Porque, ou odiará a um e amará o outro, ou será fiel a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a DEUS e às riquezas”. (Mt 6,24)


         “Então Jesus disse aos discípulos: “Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e Me siga. Pois, quem quiser salvar a sua vida, vai perde-la; mas, quem perde a sua vida por causa de Mim, vai encontrá-la. Com efeito, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, mas perder a sua vida? O que um homem pode dar em troca da sua vida? Porque o Filho do homem virá na Glória do Seu Pai, com os seus Anjos, e então retribuirá a cada um de acordo com a própria conduta”. (Mt 16,24-27)


         - Portanto, amados irmãos, quando chegar esse momento de esplendor da Glória do Altíssimo, quem poderá alegar, em sua defesa, que nada sabia, que não fora avisado, se está tudo no Evangelho, ao alcance de todos, durante vinte séculos?

"Guerreiros da última ordem."








TEMPOS MESSIÂNICOS

Parte III


Amados irmãos, sendo a Bíblia Sagrada, no geral, e o santo Evangelho, em particular, a nossa bússola, aprofundemos, a partir daí, as atuais e polêmicas, para muitos, questões da Vinda Gloriosa de nosso Senhor JESUS CRISTO, do Apocalipse e do Fim dos tempos.

 

Vamos iniciar nossa pesquisa pelo Evangelho de São Mateus:


“Não pensem que EU vim abolir a Lei e os Profetas. Não vim abolir, mas dar-lhes pleno cumprimento. Eu garanto a vocês: antes que o céu e a terra deixem de existir, nem sequer uma letra ou vírgula serão tiradas da Lei, sem que tudo aconteça.” (Mt.5, 17-18)


Nosso Salvador deixa bem claro a Sua total concordância em relação as profecias que compõe o Antigo Testamento, inclusive sobre os assuntos que buscamos. É importante salientarmos isso, pois é o próprio DEUS que avaliza o que iremos transcrever e abordar mais adiante, quando citarmos os profetas do Antigo Testamento.

 

“Eis que EU envio vocês como ovelhas no meio de lobos. Portanto, sejam prudentes como as serpentes e simples como as pombas. Tenham cuidado com os homens, porque eles entregarão vocês aos tribunais e açoitarão vocês nas sinagogas deles. Vocês vão ser levados diante de governadores e reis, por minha causa, a fim de serem testemunhas para eles e para as nações. Quando entregarem vocês, não fiquem preocupados como ou com aquilo que vocês vão falar, porque, nessa hora, será sugerido a vocês o que vocês devem dizer. Com efeito, não serão vocês que irão falar, e sim o ESPÍRITO do PAI de vocês é quem falará através de vocês.

O irmão entregará à morte o próprio irmão; o pai entregará o filho; os filhos se levantarão contra seus pais, e os matarão. Vocês serão odiados de todos, por causa do Meu Nome. Mas, aquele que perseverar até o fim, esse será salvo. Quando perseguirem vocês numa cidade, fujam para outra. “EU garanto que vocês não acabarão de percorrer as cidades de Israel, antes que venha o FILHO do homem.” (Mt, 10, 16-25).


Nosso Senhor profetiza o que iria acontecer com os autênticos anunciadores do Reino, até a Sua Volta Gloriosa.


Observemos que muito pouco ainda falta para ocorrer, pelos menos explicitamente, no tocante a grandes proporções mundiais. Porém, no dia-a-dia, esses fatos já se repetem, há muito tempo, na vida das comunidades e das pessoas. Seguidamente os jornais, a televisão e a internet estão mostrando. No entanto, existem aqueles que teimam em não querer ver, pois são ofuscados pelo maligno; esses tragicamente, só irão concordar quando tiver soado a hora da Justiça Divina. E aí entrarão em desespero, pois gastaram inutilmente o longo tempo proporcionado pela imensa Misericórdia do DEUS de Amor.


“Então despediu a multidão”. “Em seguida, entrou de novo na casa e seus discípulos agruparam-se ao redor de DELE para perguntar-lhe:” Explica-nos a parábola do joio no campo.” JESUS respondeu: O que semeia a boa semente é o FILHO do homem. O campo é o mundo. A boa semente são os filhos do Reino. O joio são os filhos do maligno. O inimigo, que o semeia, é o demônio. A colheita é o fim do mundo*. Os ceifadores são os anjos. E assim como se recolhe o joio para joga-lo no fogo, assim será no fim do mundo*. O FILHO do homem enviará seus anjos, que retirarão de seu Reino todos os escândalos e todos os que fazem o mal e os lançarão na fornalha ardente, onde haverá choro e ranger de dentes. Então, no Reino de Seu PAI, os justos resplandecerão como o sol. Aquele que tem ouvidos, ouça.” (Mt. 13, 36-43). * Algumas editoras católicas traduzem esses versículos para fim dos tempos”.


Do ponto de vista teológico, para interpretarmos qual a afirmação correta, ou a “mais correta“, depende, da abrangência que dermos a palavra mundo. Se for entendida como o planeta, então o “ideal” seria usarmos fim dos tempos. Porque o Senhor afirma: “...que retirarão de seu Reino todos os escândalos e todos os que fazem o mal...” ELE não diz que retirarão a boa semente. Portanto, o mundo, entendido como o planeta, esse continua, “apenas” passará por uma transformação purificadora, em que os santos Anjos serão os instrumentos do Altíssimo.

Será sim o fim destes tempos de orgulho, vaidade, impiedade, inveja e desamor. Nunca mais a tristeza, o ódio e a guerra. Com o desterro de satanás e seus asseclas, o planeta que o PAI criou com tanto Amor, voltará a ser somente inspirado e conduzido por ELE, retornando então a plenitude da paz e do amor que possuía quando de sua criação.


         Amados irmãos, quero ainda me valer desses versículos acima, para fazer o seguinte e grave alerta:

         Como muitos já sabem, a apostasia que hoje assola um grande número de pastores, também é um dos fortes sinais que caracterizam este final de tempos. Por isso, é importantíssimo termos sempre à mão as palavras de nosso Senhor JESUS CRISTO, no santo Evangelho, para não ficarmos confusos com algumas coisas que escutamos e observamos.

Por exemplo, muitos já não crêem no inferno, nem na existência dos demônios. Isso é muito grave, pois esses que assim pensam e agem, estão contrariando as santas palavras de Jesus, no Evangelho. Também por causa dessa apostata e herética “moderna teologia”, eles tem constrangimento de alertar sobre os malefícios da ação demoníaca, e o vital escudo protetor das orações e até do exorcismo. Por tudo isso que foi dito, é sempre muito importante buscarmos aconselhamentos junto a eclesiásticos autênticos e fiéis.


“Guerreiros da última ordem.”


 

 

TEMPOS MESSIÂNICOS

Parte IV



         Conforme foi iniciado um artigo anterior, vamos continuar, no Evangelho de São Mateus, a procurar os capítulos e versículos que anunciam a 2ª vinda Gloriosa de nosso Senhor JESUS CRISTO, que porá fim a estes tempos de impiedade e sofrimento.


         “O Reino dos céus é semelhante ainda a uma rede que, jogada ao mar, recolhe peixes de toda espécie. Quando está repleta, os pescadores puxam-na para a praia, sentam-se e separam nos cestos o que é bom e jogam fora o que não presta. Assim será no fim do mundo*: os anjos virão separar os maus do meio dos justos e os arrojarão na fornalha, onde haverá choro e ranger de dentes. “Compreendestes tudo isto?” - Sim, Senhor, responderam eles”. Por isso, todo escriba instruído nas coisas do Reino dos céus é comparado a um pai de família que tira de seu tesouro coisas novas e velhas”. (Mt 13, 47-52). * Mais uma vez a editora utiliza as palavras “fim do mundo”. Como já foi exemplificado em artigo anterior, o sentido teológico não é de extermínio do planeta, mas sim do mal atuante e impregnado na face da terra e no coração de muitas criaturas.

 

         Nesta passagem, novamente nosso Salvador deixa muito claro que haverá uma separação realizada pelos Anjos, onde os maus deixarão de habitar com os justos. A partir desse momento então, a Terra voltará a ser uma plena extensão do Reino dos Céus, porque somente a vontade de Deus se fará presente em todos os remanescentes. E o Senhor já poderá voltar a colocar seus santos pés em seu solo, pois tudo estará purificado para receber, o Santo dos santos, nosso Salvador e Redentor, JESUS CRISTO.

 

            “Porque o Filho do homem há de vir na glória de Seu Pai com seus anjos, e então recompensará a cada um segundo suas obras”. (Mt 16,27)


         Repetimos a citação deste versículo pela clareza e evidência da promessa do Senhor de que voltará a esta Terra em toda sua Glória e majestade.

 

         “Respondeu Jesus: Em verdade vos declaro: no dia da renovação do mundo, quando o Filho do homem estiver sentado no trono da glória, vós, que me haveis seguido, estareis sentados em doze tronos para julgar as doze tribos de Israel. E todo aquele que por minha causa deixar irmãos, irmãs, pai, mãe, mulher, filhos, terras ou casa receberá o cêntuplo e possuirá a vida eterna”. (Mt 19, 28-29)


         Observem, amados irmãos, considerando os dois últimos artigos, quantas vezes nosso Senhor anuncia a Sua Vinda Gloriosa, inclusive, nesta última citação, deixando bem claro que haverá uma renovação do mundo, e não a sua destruição.


“Guerreiros da última ordem.”








TEMPOS MESSIÂNICOS

Parte V


Amados irmãos, peço-vos que ao lerem este novo artigo, o façam com atenção redobrada, inclusive meditando o conteúdo de cada versículo, pois iremos abordar o capítulo 24 do Evangelho de São Mateus. Dentro da nossa proposta de buscarmos tudo o que fala da Vinda Gloriosa do Senhor, o capitulo à seguir, detalha, com muita clareza, todos os aspectos de nossa pesquisa.

De forma extremamente objetiva, nosso Salvador também profetiza os sinais que apontarão para esse momento ímpar, na história da humanidade.


         1Ao sair do templo, os discípulos aproximaram-se de JESUS e fizeram-no apreciar as construções. 2JESUS, porém, respondeu-lhes: “Vedes todos estes edifícios? Em verdade vos declaro: não ficará aqui pedra sobre pedra; tudo será destruído.”

         3Indo ELE assentar-se no monte das Oliveiras, achegaram-se os discípulos e, estando a sós com ELE, perguntaram-lhe: “Quando acontecerá isto? E qual será o sinal de tua volta e do fim do mundo*?”


         4Respondeu-lhes Jesus: “Cuidai que ninguém vos seduza. 5Muitos virão em Meu Nome, dizendo: Sou eu o Cristo. E seduzirão a muitos. 6Ouvireis falar de guerras e de rumores de guerra. Atenção: que isso, não vos perturbe, porque é preciso que isso aconteça: Mas ainda não será o fim. 7Levantar-se-á nação contra nação, reino contra reino e haverá fome, pestes e grandes desgraças em diversos lugares8. Tudo isto será apenas o início das dores. 9Então sereis entregues aos tormentos, matar-vos-ão e sereis por minha causa objeto de ódio para todas as nações. 10Muitos sucumbirão, trair-se-ão mutuamente e mutuamente se odiarão. 11Levantar-se-ão muitos falsos profetas e seduzirão a muitos.12 E, ante o progresso crescente da iniqüidade, a caridade de muitos se esfriará. 13Entretanto, aquele que perseverar até o fim será salvo. 14Este Evangelho do Reino será pregado pelo mundo inteiro para servir de testemunho a todas as nações e então chegará o fim. 15Quando virdes estabelecida no lugar santo a abominação da desolação, que foi predita pelo profeta Daniel (9,27) - o leitor entenda bem - 16então os habitantes da Judéia fujam para as montanhas. 17Aquele que está no terraço da casa não desça para tomar o que está em sua casa. 18E aquele que está no campo não volte para buscar suas vestimentas. 19Ai das mulheres que estiverem grávidas ou amamentarem naqueles dias! 20Rogai para que vossa fuga não seja no inverno, nem em dia de sábado; 21porque então a tribulação será tão grande como nunca foi vista, desde o começo do mundo até o presente, nem Jamais será. 22Se aqueles dias não fossem abreviados, criatura alguma escaparia; mas por causa dos escolhidos, aqueles dias serão abreviados. 23 Então se alguém vos disser: Eis, aqui está o Cristo! Ou: Ei-lo acolá! Não creiais. 24Porque se levantarão falsos cristos e falsos profetas, que farão milagres a ponto de seduzir, se isto fosse possível, até mesmo os escolhidos. 25Eis que estais prevenidos. 26Se, pois, vos disserem: Vinde, ele está no deserto, não saiais. Ou: Lá está ele em casa, não o creiais. 27Porque, como o relâmpago parte do oriente e ilumina até o ocidente, assim será a volta do FILHO do homem. 28”Onde houver um cadáver, aí se ajuntarão os abutres.”29Logo após estes dias de tribulação, o sol escurecerá, a lua não terá claridade, cairão do céu as estrelas e as potências dos céus serão abaladas. 30Então aparecerá no céu o sinal do FILHO do homem. Todas as tribos da terra baterão no peito e verão o FILHO do homem vir sobre as nuvens do céu cercado de glória e de majestade. 31 ELE enviará seus anjos com estridentes trombetas, e juntarão seus escolhidos dos quatro ventos, duma extremidade do céu à outra. 32Compreendei isto pela comparação da figueira: quando seus ramos estão tenros e crescem as folhas, pressentis que o verão está próximo. 33Do mesmo modo, quando virdes tudo isto, sabei que o FILHO do homem está próximo, à porta. 34 Em verdade vos declaro: não passará esta geração antes que tudo isto aconteça. 35 O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão.

36Quanto aquele dia e àquela hora, ninguém o sabe, nem mesmo os anjos do céu, mas somente o PAI. 37Assim como foi nos tempos de Noé, assim acontecerá na vinda do FILHO do homem. 38Nos dias que precederam o dilúvio, comiam, bebiam, casavam-se e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. 39E os homens de nada sabiam, até o momento em que veio o dilúvio e os lavou a todos. Assim será também na Volta do FILHO do homem. 40Dois homens estarão no campo: um será tomado, o outro será deixado. 41Duas mulheres estarão moendo no mesmo moinho: uma será tomada e a outra será deixada. 42 Vigiai, pois, porque não sabeis a hora em que virá o Senhor. 43Sabei que se o pai de família soubesse em que hora da noite viria o ladrão, vigiaria e não deixaria arroubar a sua casa. 44Por isso, estai também vós preparados porque o Filho do homem virá numa hora em que menos pensardes.” (Mt.24, 1-44).


         Amados irmãos, faremos comentários sobre alguns versículos no intuito de apoiar e aprofundar a reflexão dos mesmos, que estarão indicados.

3 – Mais uma vez alertamos que a expressão fim do mundo, corresponde ao estado deste mundo. Vivendo em sua grande maioria no pecado, ignorando ao Seu DEUS, seus Mandamentos e Sacramentos. Não se trata da extinção do planeta, mas de sua purificação total e geral. Fim de um mundo que se deixou levar e contaminar por satanás e sua quadrilha;

4 – Observamos de que forma o Senhor inicia seu alerta: Chamando atenção sobre a sedução. E satanás não é conhecido também como o sedutor do mundo inteiro? Ele não é o príncipe deste mundo? Também não é o pai da mentira? É o homicida desde o principio? Cuidemos, pois com suas armadilhas espalhadas pelo mundo, muitas delas com aparências de bem, de bom e de belo;

5 – Quantos falsos messias já vieram: Buda, Maomé, Dalai Lama... E quantos ainda virão? Maytréia...;

11 – idem ao 5;

12 – Está aí a explicação para a quantidade e variedade, das mais absurdas, dos crimes que se cometem hoje em dia, em tosas as partes do mundo. Não há mais, e há muito tempo, o mínimo respeito pela vida humana. Não importando mais se são crianças, idosos ou até mesmo deficientes físicos.

13 – DEUS sabendo dos sofrimentos dessa época chama atenção para a importância da perseverança. Não se deixar vencer, buscar forças NELE para chegarmos até o fim da missão de cada um;

15 – Este versículo por sua importância e gravidade, demandaria folhas e folhas de pesquisa dentro da Sagrada Escritura, para podermos justificar o que será escrito agora. Dentro de breves semanas voltaremos a este assunto e iremos então aprofunda-lo.

Por agora nos reportamos ao profeta Daniel capítulo 9, para transcrevermos na íntegra os versículos 26 e 27:


“...26 depois dessas sessenta e duas semanas, um ungido será suprimido, e ninguém (será) a favor dele. A cidade e o santuário serão destruídos pelo povo de um chefe que virá. Seu fim (chegará) com uma invasão, e até o fim haverá guerra e devastação decretada. 27Concluirá com muitos uma sólida aliança por uma semana e no meio da semana fará cessar o sacrifício e a oblação; sobre a asa das abominações virá o devastador, até que a ruína decretada caia sobre o devastado.” (Dn. 9, 26-27)

 

Obs: No capítulo 9 de Daniel, após a manifestação do Arcanjo Gabriel, a profecia revelada do versículo 24 a 27, refere-se ao fim dos tempos, parte final do Apocalipse e véspera da Vinda Gloriosa do Senhor, para fazer novas todas as coisas, na face da terra purificada e renovada.

 

“um ungido será suprimido” – um papa; só DEUS sabe se será este (Bento XVI) ou outro no futuro;


“A cidade e o santuário serão destruídos” – Roma e o Vaticano, “serão destruídos pelo povo de um chefe que virá.” – O anticristo e seus exércitos que serão o novo poder mundial, após a implantação da Nova Ordem Mundial que surgirá com a união das nações do mundo, lideradas pelo filho de satanás, o anticristo.

 

“fará cessar o sacrifício e a oblação”; - a extinção da EUCARISTIA e da Santa Missa.

 

“... sobre a asa das abominações virá o devastador”, - No comando e na implantação das heresias, que destruirão a doutrina Católica e o Magistério da Igreja surgirá o falso profeta de que fala o Apocalipse; o falso papa que seguirá as ordens do anticristo, o líder político mundial.

 

“... Até que a ruína decretada caia sobre o devastado”. – Para colocar um ponto final na purificação da Igreja, cai o último papa verdadeiro, entregando este a chave de Pedro de volta para as santas mãos daquele que a instituiu, nosso Senhor JESUS CRISTO, o leão da tribo do Judá, que já surgirá no horizonte para vir resgatar das mãos de satanás e de seus associados, tudo o que lhe pertence.

        

“Vinde Senhor Jesus!”

 

Nota: Por isso está escrito em São Mateus (16,18) “... as portas do inferno não prevalecerão contra Ela”. Deus permitirá, para sua total purificação, que a Igreja sucumba, aparentemente, ao inferno, mas isso será por um curtíssimo espaço de tempo; antes mesmo que o inimigo comemore e se regozije, o Esposo Celeste virá resgatar a sua esposa. Da mesma forma no Calvário, o PAI chegou a permitir que satanás e os lacaios do sinédrio “tirassem” a vida de Jesus, mas não tiveram tempo de comemorar, porque no mesmo instante que o Senhor expirava na Cruz, um denso eclipse escureceu Jerusalém e um tremendo terremoto quase a destruiu.

         E o homem não aprende, passam-se os séculos e mais uma vez ele cai na conversa do demônio, deixa-se usar pelo mentiroso e novamente vai contra seu Amoroso PAI.


16 a 22 – Nestes sete versículos nosso Salvador procura deixar muito claro o quanto serão difíceis esses dias. Não podemos de forma alguma ignorar esses avisos, porque a perseguição será muito forte e insidiosa. Inclusive fica muito nítido o aconselhamento de fuga para as montanhas, que em outras palavras pode-se afirmar zona rural, fora das cidades.

 

23 a 26 – Estes quatro versículos são alertas insistentes do Senhor de que muitos viriam em seu santo Nome, mas que não seriam autênticos. Essa profecia já se cumpre totalmente há vários anos. Assistimos não só em nosso país, mas pelo mundo todo, a fundação de milhares de seitas, que tentam ocupar o lugar da única Igreja que JESUS instituiu e deixou a São Pedro, como seu primeiro papa. Essa primazia está muito clara no Evangelho, Mateus 16,18. Foi DEUS que decidiu assim, e sua santa Vontade é soberana e eterna. Portanto, muito cuidado com os falsos pastores e os falsos profetas. Discernimento e oração são as nossas maiores armas. Se pedirmos ao Senhor a verdade, com humildade, ELE não deixará sem resposta.


27 – Como já vieram muitos falsos Cristos, e ainda virão outros como, por exemplo, o anticristo, o grande líder político mundial que reunirá nações sob o seu comando e se apresentará como o verdadeiro Cristo; nosso Senhor Jesus CRISTO deixou bem claro que na Sua Volta todos o verão, ao mesmo tempo, do ocidente ao oriente, quando estiver vindo do alto do céu.

 

29 – Este versículo descreve o último dia do Apocalipse, da purificação da humanidade e do planeta. O profeta Joel, que viveu 400 anos antes do nascimento do Messias, no capítulo 3, versículo 4 já profetizara esse dia:

“... O sol converter-se-á em trevas e a lua, em sangue, ao se aproximar, o grandioso e temível dia do Senhor.” (Jl. 3,4);


30 - ”... o sinal do FILHO do homem...” A Cruz de Cristo que aparecerá no céu, e toda a humanidade a verá no mesmo momento;


33 – Os sinais que nos foram profeticamente revelados é pura misericórdia de DEUS, para que tenhamos consciência do que está ocorrendo, e nos prepararmos, da melhor forma possível, para enfrentar os sofrimentos purificadores, e principalmente receber nosso Senhor e Salvador;


37 a 39 – Lamentavelmente para bilhões de almas repete-se a situação. Imaginemos o quanto Noé e sua família foram escarnecidos, chacoteados e ridicularizados, enquanto construíam, com imenso sacrifício, aquela gigantesca arca? O mesmo acontece hoje, os que por graça e Misericórdia de DEUS estão vendo o cumprimento das profecias e sinais, também são e serão até o fim ridicularizados; e mais ainda, insidiosamente perseguidos. Mas DEUS é fiel, ELE, o Todo Poderoso nos ajudará;

 

40-41 – Os Ceifadores do Altíssimo, os Santos Anjos, nessa hora saberão os que acreditaram na santa palavra de DEUS, se prepararam e foram salvos. Os demais lamentarão terrivelmente para toda a eternidade.


“Guerreiros da última ordem.”

        


 

        

Tempos Messiânicos

Parte VI


         Neste artigo queremos encerrar o nosso breve estudo sobre a Vinda Gloriosa de Nosso Senhor JESUS CRISTO, segundo o Evangelho de São Mateus.

         Pelo fato de muitas pessoas terem dificuldade de se situarem na cronologia que iluminará com a volta do Senhor, visível e gloriosa, a esta Terra, repetimos, mais uma vez, o que já foi dito:

         Antes do REI manifestar-se, em toda a sua glória e Majestade, o Seu Reino e Seus súditos precisam passar por um período de preparação; não é assim que se faz, antes de um grande acontecimento? E existiu ou existirá momento maior que esse, na face da terra, em todos os tempos? Então, a esse tempo de preparativos denomina-se Apocalipse.



Infelizmente, muita gente se enche de medo e terror quando escuta e lê essa palavra, que além de ser bíblica, é uma imensa misericórdia e uma grande graça. E por quê? Simplesmente, porque esse é o tempo, que nos foi dado para nos purificarmos e purificar o planeta. Como iríamos receber o Santo dos santos, nosso Senhor e Salvador, desarrumados e sujos, e com a casa nessa total bagunça e sujeira?



         Bendito Apocalipse! Doloroso, sim, extremamente sofrido, sim, mas alguém tem dúvida de que se DEUS decidiu assim, é porque não existia maneira melhor?! Nunca esquecemos; o alicerce das ações de DEUS é o Amor; e o objetivo maior desse infinito Amor é a salvação das almas de Seus filhos.

         “Mas, se é um mau servo que imagina consigo: “Meu Senhor tarda a vir, e se põe a bater em seus companheiros e a comer e a beber com os ébrios, o, Senhor desse servo virá no dia em que ele não o espera e na hora em que ele não sabe, e o despedirá e o mandará ao destino dos hipócritas; ali haverá choro e ranger de dentes.” (Mt.24, 48-51)


         “As prudentes responderam: Não temos o suficiente para nós e para vós; é preferível irdes aos vendedores, a fim de o comprar para vós. Ora, enquanto foram comprar, veio o Esposo. As que estavam preparadas entraram com ELE para a sala das bodas e foi fechada a porta. Mais tarde, chegaram também as outras e diziam: Senhor, Senhor, abre-nos! Mas ELE respondeu: Em verdade vos digo: não vos conheço! Vigiai, pois, porque não sabeis nem o dia nem a hora.” (Mt. 25, 9-13)

 

“Veio, por fim, o que recebeu só um talento: Senhor, disse-lhe, sabia que és um homem duro, que colhes onde não semeaste e recolhes onde não espalhaste. Por isso, tive medo e fui esconder teu talento na terra. Eis aqui, toma o que te pertence. Respondeu-lhe seu Senhor: Servo mau e preguiçoso, Sabias que colho onde não semeei e que recolho onde não plantei. Devias, pois, levar Meu dinheiro ao banco e, à Minha Volta, EU receberia com os juros o que é Meu. Tirai-lhe este talento e dai-o ao que tem dez. Dar-se-á ao que tem e terá em abundância. Mas ao que não tem, tirar-se-á mesmo aquilo que julga ter. E a esse servo inútil, jogai-o nas trevas exteriores; ali haverá choro e ranger de dentes” (Mt. 25, 24-30)


- Amados irmãos, hoje temos absoluta certeza, por misericórdia e graça, o quanto é vital para nossas vidas, como um todo, espiritual e material, vivermos em estado de graça e de oração. E por que digo isso? É simples, precisamos estar dia e noite sob a invisível, porém poderosíssima iluminação do ESPÍRITO SANTO. Se não fosse assim, por exemplo, como poderíamos retirar das Sagradas Escrituras a totalidade da verdade que elas contêm?


Cada versículo que forma essa autêntica árvore da vida, precisa ser profundamente meditado, para que possamos obter o verdadeiro refrigério para nossas almas; além da brisa refrescante de suas folhas e a energia de seus frutos para podermos enfrentar este escaldante e árido mundo atual, impregnado de impiedade, desamor e falta de fé.


Se meditarmos com profundidade os versículos acima, (Mt 25, 24-30), veremos que ali, naquelas poucas palavras do Senhor, está impresso o mistério da experiência humana de nossas almas: - Devemos viver neste mundo a serviço da Glória de Deus e da salvação das almas, independente da quantidade de dons que tenhamos recebido, porém sempre apoiados na fé, no amor e na coragem que o Senhor proporciona e AMPLIA naquelas que O reconhecem, buscam e cumprem sua missão, com sincera dedicação.


“Quando o Filho do homem voltar na Sua Glória e todos os Anjos com Ele, sentar-se-á no Seu Trono Glorioso. Todas as nações se reunirão diante DELE e ELE separará uns dos outros, como o pastor separa as ovelhas dos cabritos. Colocará as ovelhas à Sua direita e os cabritos à Sua esquerda. Então o Rei dirá aos que estão à direita: Vinde, benditos de Meu Pai, tomai posse do Reino que vos está preparado desde a criação do mundo, porque tive fome e me destes de comer; tive sede e me destes de beber; era peregrino e me acolhestes; nu e me vestistes; enfermo e me visitastes; estava na prisão e viestes a mim. Perguntar-lhe-ão os justos: Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer, com sede e te demos de beber? Quando foi que te vimos peregrino e te acolhemos, nu e te vestimos? Quando foi que te vimos enfermo ou na prisão e te fomos visitar? Responderá o Rei: Em verdade EU vos declaro: todas as vezes que fizestes isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a Mim mesmo que o fizestes.

Voltar-se-á em seguida para os da Sua esquerda e lhes dirá: Retirai-vos de Mim, malditos! Ide para o fogo eterno destinado ao demônio e aos seus anjos. Porque tive fome e não me destes de comer; tive sede e não me destes de beber; era peregrino e não me acolhestes; nu e não me vestistes; enfermo e na prisão e não me visitastes. Também estes lhe perguntarão: Senhor, quando foi que te vimos com fome, com sede, peregrino, nu, enfermo, ou na prisão e não te socorremos? E Ele responderá: Em verdade Eu vos declaro: todas as vezes que deixastes de fazer isso a um destes pequeninos, foi a Mim que o deixastes de fazer.

E estes irão para o castigo eterno, e os justos, para a vida eterna”. (Mt. 25,31-46)


- Conforme já foi dito anteriormente, é a infinita misericórdia de nosso Salvador e Senhor JESUS CRISTO que nos esclarece e impulsiona na divulgação da verdade, para que tenhamos certeza, confiança e paz em nossos corações. E por que afirmamos isso? Para que todos saibam que a intenção principal destes artigos é esclarecer, remover dúvidas e inseguranças; mesmo sabendo que muitos não aceitarão, e até nos atacarão. Preocupados nós com a incompreensão de muitos? Não! De forma alguma, até rezamos por esses, para que abram seus corações e recebem a única e verdadeira iluminação, aquela alcançada por DEUS ESPÍRITO SANTO.


         Na maioria das Bíblias, confeccionadas por editoras católicas, antes do versículo 31, no capitulo 25 que transcrevemos anteriormente do Evangelho de São Mateus, está escrito em destaque: “O Juízo Final”. E aí muitos se questionarão: Mas afinal está se falando de Fim dos Tempos ou de Juízo Final?


         Não façamos confusa; é tudo que o maligno quer: confundir. Estamos falando única e exclusivamente, até agora, em Fim dos Tempos, a 2ª Vinda Gloriosa do Senhor. Então as Bíblias estão erradas? Não, de jeito nenhum, as Bíblias estão corretíssimas. O que acontece é que serão duas manifestações do Rei dos reis muito similares, tanto no Fim dos Tempos que se aproxima, quanto no longínquo Juízo Final, que também somente o Pai sabe o dia; aí sim acontecendo o Fim do mundo.


         As diferenças que caracterizam mais claramente o Fim dos Tempos do Juízo Final, no Fim do Mundo, ficarão mais nítidas quando abordarmos o santo Livro do Apocalipse, em breves semanas. Adiantamos uma: no Juízo Final, Fim do mundo, todas as almas, sem exceções, que viveram nesta Terra, independente de onde estiverem, comparecerão perante o Trono do Altíssimo, para o último Julgamento. É conforme se antevê em Mt. 25,31-46, com a separação das “ovelhas e cabritos”.


         Também é importante alertarmos para o seguinte:

- Existem muitas pessoas que fazem confusão sobre Fim dos Tempos e Fim do Mundo, ingenuamente, simplesmente por desconhecerem do ponto de vista teológico e escatológico, a grande diferença. Porém, e é aí que queremos chegar; tem muita gente, inclusive eclesiásticos e religiosos, não só eles, leigos também, que não acreditando mais na proximidade do Fim dos Tempos, mesmo com todos os abundantes sinais que aí estão, procuram confundir os desavisados, debochando e falando sempre em Fim do Mundo. De que espírito, nesses momentos estarão eles animados, se suas intenções é desacreditar os avisos de Deus? A resposta fica em seu coração.


“Guerreiros da última ordem”

 


 

Tempos Messiânicos

Parte VII


Gostaríamos agora de fazermos uma abordagem rápida sobre a 2ª Vinda Gloriosa do Senhor, segundo o Evangelho de São Marcos. Até porque, e não poderia ser diferente, existe uma identidade muito grande, neste caso específico, entre os dois. Procuremos apenas destacar e comentar os versículos onde ocorreram acréscimos importantes, em comparação com o Evangelho de São Mateus.


“Porque, se nesta geração adúltera e pecadora alguém se envergonhar de Mim e das Minhas Palavras, também o FILHO do homem se envergonhará dele, quando vier na glória de Seu PAI com os seus santos Anjos.” (Mc. 8, 38)


Amados irmãos, quanta tristeza deve continuamente assaltar o Sacratíssimo Coração de nosso Salvador. ELE que a tudo vê e a tudo perscruta. Já há quantas décadas, em conseqüência do ateísmo e da apostasia da maior parte da humanidade, muitos de seus caríssimos filhos se tornaram constrangidos e até envergonhados em testemunhá-LO. Até mesmo dentro de Sua tão amada Igreja.

Quantos não usam mais as suas batinas, seus hábitos, seus Crucifixos, seus escapulários, suas medalhas, seus terços, seus livros de oração, SUAS BIBLIAS! E por quê? Respeito humano acima do amor a DEUS? Medo de ser tachado de beato, carola e outros que tais? É mais importante agradar ao irmão sem fé, do que ao seu Senhor que entregou-se ao suplício e ao martírio de uma brutal crucificação? E o testemunho onde fica? Onde estão a verdadeira fé e o verdadeiro amor? Sim, os sinais estão todos aí, só não enxerga quem realmente não quer ver.


“Por acaso não fará DEUS justiça aos seus escolhidos, que estão chamando por ELE dia e noite? Por ventura tardará em socorrê-los? Digo-vos que um breve lhes fará justiça. Mas quando vier o FILHO do homem, acaso achará a fé sobre a terra?” (Lc.18, 7-8). Nos socorremos neste versículo de São Lucas para comprovar que o esfriamento da fé é um dos fortes sinais da iminente Vinda do Senhor.


“¹Saindo JESUS do templo, disse-lhe um dos seus discípulos: “Mestre, olha que pedras e que construções!”²JESUS replicou-lhe: “Vês este grande edifício? Não se deixará pedra sobre pedra que não seja demolida.” ³E estando sentado no monte das Oliveiras, defronte do templo, perguntaram-lhe à parte Pedro, Tiago, João e André: 4” Dize-nos, quando hão de suceder essas coisas? E por que sinal se saberá que tudo isso se vai realizar?”5JESUS pôs-se então a dizer-lhes:

“Cuidai que ninguém vos engane. 6Muitos virão em Meu Nome, dizendo: Sou EU. E seduzirão a muitos. 7Quando ouvirdes falar de guerras e de rumores de guerra, não temais; porque é necessário que estas coisas aconteçam, mas não será ainda o fim. 8 Levantar-se-ão nação contra nação e reino contra reino; e haverá terremotos em diversos, lugares, e fome. Isto será o princípio das dores. 9Cuidai de vós mesmos; sereis arrastados diante dos tribunais e açoitados nas sinagogas, e comparecereis diante dos governadores e reis por Minha causa, para dar testemunho de Mim diante deles. 10Mas primeiro é necessário que o Evangelho seja pregado a todas as nações.11Quando vos levarem para vos entregar, não premediteis no que haveis de dizer, mas dizei o que vos for inspirado naquela hora; porque não sois vós que falais, mas sim o ESPÍRITO SANTO. 12 O irmão entregará à morte o irmão, e o pai, o filho; e os filhos insurgir-se-ão contra os pais, e dar-lhes-ão a morte. 13E sereis odiados de todos, por causa de Meu Nome. Mas o que perseverar até o fim será salvo.

14Quando virdes a abominação da desolação no lugar onde não deve estar - o leitor o entenda -, então os que estiverem na Judéia fujam para os montes; 15 o que estiver sobre o terraço não desça, nem entre em casa para dela levar alguma coisa; 16e o que se achar no campo, não volte a buscar o seu manto. 17Ai das mulheres que naqueles dias estiverem grávidas e amamentando! 18Rogai para que isto não aconteça no inverno! 19Porque naqueles dias haverá tribulações tais, como não as houve desde o princípio do mundo que DEUS criou, até agora, nem haverá jamais. 20Se o Senhor não abreviasse aqueles dias ninguém se salvaria; mas ELE os abreviou em atenção aos eleitos que escolheu. 21E se então alguém vos disser: Eis, aqui está o CRISTO; ou: Ei-LO acolá, não creiais. 22Porque se levantarão falsos cristos e falsos profetas, que farão sinais e portentos para seduzir, se possível for, até os escolhidos. 23Ficai de sobreaviso. Eis que vos preveni de tudo.”   (Mc. 13,1-23)


Como já foi dito no início deste texto, destacaremos em Mc. 13, apenas o que não foi abordado em Mt.24. Por versículos:


7- Observemos irmãos, como estes avisos do Senhor já vêm se cumprindo há várias décadas. Guerras importantes já vem ocorrendo, pelo menos nos últimos cinqüenta anos: Guerra na Coréia; no Vietnã; do Yom Kipur; na África, em torno de vinte, com milhares de mortos; do Kuwait; nos Bálcãs; Afeganistão; Malvinas; Iraque; etc.


8- DEUS é tão amoroso e misericordioso que nos concedeu uma série interminável de sinais. Primeiro e principal motivo: Para nos prepararmos, pois ELE como PAI extremado que é, não quer que Seus filhos sofram sem saberem as razões desta necessária purificação. Segundo, para que os ateus, incrédulos, orgulhosos e teimosos não digam depois, em suas pífias defesas, de que não sabiam. Se nunca buscaram a DEUS, a Sua Palavra e a Sua Igreja, de que forma poderiam eles saber?


Neste imenso conjunto de sinais, que abordaremos isoladamente em futuras semanas, encontramos os de origem geológica, que seriam identificados em função do descontrole do planeta. Que fique sempre muito claro, NÃO causados por DEUS, mas SIM permitidos por ELE, para tentar tirar os homens de sua falsa segurança, pois viver sem DEUS, longe DELE, é estar sempre em total insegurança.

         Nosso Senhor JESUS CRISTO avisou: “e haverá terremotos em diversos lugares...”

- O maior terremoto até hoje registrado: No Chile, em 1960, 9.5 na escala Richter.

- O segundo maior já identificado: Na Indonésia, em 2004, 9.3 na escala Richter. Esse foi o que originou os devastadores tsunamis.

 

 

Terremotos espalhados pelo Planeta:



 
INTENSIDADES (Escala RICHTER)
Década
Acima de 5,0
Acima de 7,0
Acima de 8,0
Total
1901-1910
7
6
3
16
1911-1920
5
4
1
10
1921-1930
13
7
-
20
1931-1940
12
5
3
20
1941-1950
9
4
5
18
1951-1960
16
6
3
25
1961-1970
10
2
3
15
1971-1980
14
5
-
19
1981-1990
20
3
2
25
1991-2000
23
10
2
35
2001-2008*
30
8
4
42


*Apenas até maio de 2008. Ou seja em menos de oito anos, nesta última década. Os anteriores, para comparação, referem-se há décadas completas. Nesta década faltando ainda registros de dois anos e meio, já ultrapassou todas as outras anteriores, com folga.


JESUS não mente, nem se engana, ELE alertou há 2000 anos. Lembro-me novamente de São Miguel Arcanjo: “Quem como DEUS?”


8- Ainda, na continuação deste versículo o Senhor conclui afirmando: “... e haverá terremotos em diversos lugares, E FOME.”.


         Nós poderíamos citar neste momento diversos números em relação a países e continentes, para mostrar o brutal problema da fome, em nosso planeta. Porém, acreditamos que nenhum será mais gritante e chocante que sabermos o seguinte:

Neste mundo criado por DEUS, e que tem plena capacidade de alimentar bem mais que as 7 bilhões de almas que nele habitam, a impiedade, o egoísmo e o desamor da grande maioria dos seus governantes, condena a morte um filho de DEUS a cada 3,5 segundos. Repetimos, é isso mesmo que você leu: A cada três segundos e meio, morre um ser humano, nosso irmão, de fome na face desta Terra. Aí incluindo-se crianças e idosos; mulheres e homens.

         Enquanto você leu este texto, quantos irmãos nossos perderam a vida em, todos os Continentes, mas de forma mais acentuada na África?

         Faça você mesmo os cálculos: E em um minuto? Uma hora? Um dia? Uma semana? Um mês? Um ano?


         Amados irmãos, e sabe em quanto os homens gastam em armamentos somente em um ano, somando-se aí todos os países: Mais de um trilhão e trezentos bilhões de dólares! Só com esses recursos não morreria nenhum de nossos irmãos de fome, em um ano, e ainda sobraria muito para saúde, educação, habitação,etc.,etc. e etc.


         Por tudo isso aclamemos todos:

         “VINDE SENHOR JESUS, Purificai a face da Vossa Terra e dai-nos a Paz!”

 

9- “Cuidai de vós mesmos;...”

         O que nosso Salvador quer nos dizer com essa recomendação no início do versículo 9?


         Que todos e cada um de nós, em particular, deve fazer a sua parte. Não ficar esperando que DEUS faça tudo. Inclusive tem muitos que passarão por terríveis decepções e sofrimentos, porque estão tranquilamente acomodados esperando pelo “arrebatamento” que o “pastor” “garantiu”. Mas qual pastor?

O único e verdadeiro pastor dos pastores garantiu que... “o que perseverar até o fim será salvo.” (Mc.13,13)


         Então, o que precisamos sempre é estar fortes na fé, no amor, na conversão, na oração e na profunda obediência da Palavra de DEUS, fazendo o máximo, sem falsas acomodações inspiradas pelo maligno e por aqueles que ele consegue influenciar. Se no momento derradeiro o Senhor observar que, sinceramente, procurarmos fazer tudo o que estava em nossas possibilidades, para cumprir os Seus pedidos e alertas, o que ainda faltar para a salvação dos nossos entes queridos e nossa, aí com certeza ELE fará a conclusão do que ainda nos for necessário. Façamos tudo que estiver ao nosso alcance; o que estiver acima de nossas forças e capacidade, com certeza fará o amoroso e misericordioso Senhor JESUS.


10- Também é nosso dever alertar que muitos incrédulos e apóstatas, que perseguem as profecias e avisos de nosso Salvador, vivem afirmando que este versículo ainda não se cumpriu. Não se deixe confundir, dando ouvidos a eles. O santo Evangelho é pregado a todos os povos há 2000 anos. A Bíblia Sagrada, desde a criação da mídia impressa, é o livro mais editado na história da humanidade. O rádio existe há praticamente um século. A televisão há meio século. Há alguns anos a internet.

O nosso amado e saudoso papa João Paulo II, em seus quase trinta anos da cátedra de São Pedro, deu várias voltas ao mundo, em seu apostolado. Portanto, este sinal já se cumpriu, com absoluta certeza. Se hoje existem países que tentam proibir a divulgação do santo Evangelho, na realidade já é outro sinal a se cumprir:


13 “... E sereis odiados de todos por causa do Meu Nome...”


12- Há quantos anos assistimos pela mídia do mundo inteiro, estarrecidos, pais atentando contra filhos e filhos atentando contra pais? Não passa um mês, sem que isso aconteça! Esse terrível sinal, nem satanás é capaz de desmentir, quanto mais seus discípulos.


14- Esta importante profecia já foi abordada em Mateus 24; 19; 20.

- Amados irmãos, se com tantas guerras (inclusive as duas mundiais - 1914 e 1945) e revoluções sangrentas que dizimaram milhões e milhões de vidas, na face deste planeta, em todos os tempos, ainda afirma o Senhor que será pior em função do rigor que virá, imaginem se ELE não intervisse em, favor daqueles que misericordiosamente escolheu? Responde o Evangelho: “... ninguém se salvaria...”.


23- “FICAI DE SOBREAVISO. EIS QUE VOS PREVENI DE TUDO.” (Mc.13)


“Guerreiros da última ordem”








Tempos Messiânicos

Parte VIII


         Para não nos tornarmos repetitivos e até cansativos, iremos neste texto encerrar o nosso breve estudo, nos Evangelhos, sobre a Vinda Gloriosa do Senhor, quando então será renovada a face desta terra; serão refeitas todas as coisas e só a Vontade do Altíssimo será plena em todos. Portanto aqueles que aqui continuarem habitando, passarão a viver no período há milênios anunciado, a tão esperada Plenitude dos Tempos. Porém, temos sido alertados, inclusive nos últimos séculos e décadas, de que antes da manifestação visível do REI dos reis, o planeta e a humanidade deverão enfrentar uma tribulação purificadora como nunca houve, nem jamais haverá, desde a Criação realizada pelo PAI.


         No Evangelho de São Marcos, a partir do versículo 24, no capítulo 13, temos um claro indicio do que nos aguarda. E por responsabilidade única e exclusiva nossa, porque não acreditamos nos sinais e apelos exaustivos de nosso Senhor e Salvador JESUS CRISTO. Para os ninivitas foi suficiente o anúncio de apenas um profeta, Jonas. Para nós, que decidimos dar ouvidos primeiro a satanás e suas gangues, as centenas de manifestações de NOSSA SENHORA, em Suas Aparições, e de NOSSO SENHOR, em Suas Locuções, não tem sido suficientes. Que alto preço deveremos pagar por tanta dureza de coração!



“Volta do FILHO do homem”



         24Naqueles dias, depois dessa tribulação, o sol se escurecerá, a lua não dará o seu resplendor; 25 cairão os astros do céu e as forças que estão no céu serão abaladas. 26Então verão o FILHO do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória. 27 ELE enviará os Anjos, e reunirá os Seus escolhidos dos quatro ventos, desde a extremidade da terra até a extremidade do céu. 28 Compreendei por uma comparação tirada da figueira. Quando os seus ramos vão ficando tenros e brotam as folhas, sabeis que está perto o verão. 29 Assim também quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o FILHO do homem está próximo, às portas.30 Em verdade vos digo: não passará esta geração sem que tudo isto aconteça. 31 Passarão o céu e a terra, mas as minhas palavras não passarão. 32A respeito porém, daquele dia ou daquela hora, ninguém o sabe, nem os Anjos do Céus nem mesmo o FILHO, mas somente o PAI. 33Ficai de sobreaviso, vigiai; porque não sabeis quando será o tempo. 34Será como um homem que, partindo em viagem, deixa a sua casa e delega sua autoridade aos seus servos, indicando o trabalho de cada um, e manda ao porteiro que vigie.

            35Vigiai, pois, visto que não sabeis quando o senhor da casa voltará, se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã, 36para que, vindo de repente, não vos encontre, dormindo. 37O que vos digo, digo à todos: Vigiai!” (Mc. 13, 24-37)


         Ao meditar sobre os versículos 24 e 25, me veio a lembrança o Profeta Joel, que viveu em torno de 400 anos antes do nascimento do Senhor:

         “Farei aparecer prodígios no céu e na terra, sangue, fogo e turbilhões de fumo.”

         O sol converter-se-á em trevas e a lua, em sangue, ao se aproximar o grandioso e temível dia do Senhor.

            Mas todo o que invocar o nome do Senhor será poupado, porque, sobre o monte Sião e em Jerusalém, haverá um resto, como o Senhor disse, e entre os sobreviventes estarão os que o Senhor tiver chamado.” (Jl. 3, 3-5)


         Já de imediato passaremos a citar e comentar, quando necessário, os versículos do Evangelho de São Lucas que nos falam sobre a Vinda Gloriosa do Senhor, no fim dos tempos, após este período apocalíptico de tribulação, purificação e preparação da humanidade para receber seu Salvador e REI JESUS CRISTO, que descerá do alto do céu; quando então todos os olhos o verão.


         “Se alguém se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o FILHO do homem se envergonhará dele, quando vier na Sua glória, na glória de Seu PAI e dos santos Anjos.” (Lc. 12, 40)


         “Feliz daquele servo que o Senhor achar procedendo assim, quando vier! Em verdade vos digo: confiar-lhe-á todos os seus bens. Mas, se o tal administrador imaginar consigo: “Meu Senhor tardará a vir”, e começar a espancar os servos e as servas, a comer, a beber e a embriagar-se, o Senhor daquele servo virá no dia em que  não o esperar e na hora em que ele não pensar, e o despedirá e o mandará ao destino dos infiéis. O servo que apesar de conhecer a vontade de seu Senhor, nada preparou e lhe desobedeceu será açoitado com numerosos golpes. Mas aquele que, ignorando a vontade de seu Senhor, fizer coisas repreensíveis será açoitado com poucos golpes. Porque, a quem muito se deu, muito se exigirá. Quanto mais se confiar a alguém, dele mais se há de exigir.” (Lc. 12, 43-48)

 

            “Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas os enviados de DEUS, quantas vezes quis ajuntar os teus filhos, como a galinha abriga a sua ninhada debaixo das asas, mas não o quiseste!

            Eis que vos ficará deserta a vossa casa. Digo-vos, porém, que não Me vereis até que venha o dia em que digais: Bendito o que vem em nome do Senhor!”  (Lc. 13, 34-35)

 

         Depois de 2008 anos, mais de 90% da população de Jerusalém continua rejeitando o Messias. Inclusive, num primeiro momento, todo Israel será enganado, e também apoiará o anticristo. Porém o DEUS fiel e misericordioso, após lhe permitir mais esta queda purificadora, vai alcançar-lhes, depois de certo tempo no erro, uma iluminação que os fará ver que estão se opondo ao DEUS de Abraão, Isaac e Jacó.

A partir daí então eles se rebelarão contra o governo Mundial único, e o anticristo enviará seu exército mundial para sitiar Israel e Jerusalém. Este será o momento em que ocorrerá a profética batalha do Armajedon, quando o Todo - Poderoso enviará Sua Milícia Celeste para defender e lutar ao lado de Israel e finalmente derrotar as forças satânicas do anticristo.


         Neste momento, já enxergando a verdade dos fatos, cumprir-se-á esta profecia de Nosso Senhor JESUS CRISTO que São Lucas registrou em Lc. 13, 34 – 35. Então o povo de Israel, arrependido e agradecido, bradará ao Céus: “Bendito o que vem em nome do Senhor!” E o REI dos reis, descerá, na Jerusalém Celeste, para renovar a face da Terra e fazer nova todas as coisas.


         22 “Mais tarde ELE explicou aos discípulos: “Virão dias em que desejareis ver, um só dia, o FILHO do homem, e não o vereis. 23Então vos dirão: Ei-lo aqui; e: Ei-lo ali. Não deveis sair, nem os seguir. 24Pois como o relâmpago, reluzindo numa extremidade do céu, brilha até a outra, assim será com o FILHO do homem no seu dia. 25É necessário, porém, que primeiro ELE sofra muito e seja rejeitado por esta geração.” 26 “Como ocorreu nos dias de Noé, acontecerá do mesmo modo nos dias do FILHO do homem. 27Comiam e bebiam, casavam-se e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. Veio o dilúvio e matou a todos. 28Também do mesmo modo como aconteceu nos dias de Lot. Os homens festejavam, compravam e vendiam, plantavam e edificavam. 29No dia em que Lot saiu de Sadoma, choveu fogo e enxofre do céu, que exterminou todos eles. 30Assim será no dia em que se manifestar o FILHO do homem. 31Naquele dia, quem estiver no terraço e tiver os seus bens em casa, não desça para os tirar; da mesma forma, quem estiver no campo não torne atrás. 32Lembrai-vos da mulher de Lot. 33Todo o que procurar salvar a sua vida, perdê-la-á; mas todo o que a perder, encontrá-la-á. 34 Digo-vos que naquela noite dois estarão numa cama: um será tomado e o outro será deixado; 35duas mulheres estarão moendo juntas: uma será tomada e a outra será deixada. 36 [Dois homens estarão no campo: um será tomado e o outro será deixado.]” (Lc. 17, 22-36)


         - Nos versículos 23 e 24, na comparação com o relâmpago, o Senhor esclarece que na Sua Vinda Gloriosa toda a humanidade o verá descer do alto do céu, no mesmo momento. Porque para DEUS nada é impossível. Este alerta foi deixado há 2000 anos, porque o Altíssimo sabe que o anticristo quando se manifestar, dirá que é o Cristo que retornou, conforme as Escrituras. Como a grande maioria não conhece a Verdade, porque a rejeitou, serão ludibriados (enganados). E também pelo fato de que o anticristo, assistido por satanás, irá realizar sinais portentosos e miraculosos.


         - No momento em que apenas 6% dos católicos batizados freqüentam, semanalmente, a Santa Missa e os Sacramentos, isto não caracteriza já uma grande rejeição? E se considerarmos ainda a “modernização” da Tradição herdada dos santos Papas e santos Doutores da Igreja, inclusive banalizando a Divina Liturgia da Santa Missa; da vestimenta e comportamento dos eclesiásticos e do “povo de DEUS” em geral, isto também não mostra claramente uma tremenda rejeição? Sem dúvida este versículo 25 também já se cumpre há muito tempo!


         - Dos versículos 26 ao 30 também ocorre uma clara caracterização dos dias de hoje. Desde 1846, na França, quando NOSSA SENHORA se manifestou em La Sallete, passando por Fátima, Garabandal, Padre Gobbi, Medjugorye, Vassula Ryden, J.N.S.R e tantos outros mundialmente conhecidos, o Senhor não tem cansado de alertar para o tempo ímpar em que vivem estas duas últimas gerações. E de que forma reage a grande maioria: Propositalmente ignora, zomba, caçoa, debocha e ainda nos tacham de loucos e fanáticos...


         Dizia ainda ao povo: Quando vedes levantar-se uma nuvem no poente, logo dizeis: Aí vem chuva. E assim sucede. Quando vedes soprar o vento do sul, dizeis: Haverá calor. E assim acontece. Hipócritas! Sabeis distinguir os aspectos do céu e da terra; como, pois, não sabeis reconhecer o tempo presente? (Lc. 12, 54-56)


         - Mais uma vez, amparados nos versículos de 34 a 36, alertamos: Muitos falsos pastores evangélicos estão iludindo seus seguidores, transmitindo para eles uma falsa paz. Afirmam que os escolhidos de DEUS nada sofrerão no momento da grande tribulação, pois serão todos arrebatados. Isto não é verdade, pois se assim fosse o Altíssimo não estaria, há quase dois séculos, avisando insistentemente a todo o planeta. O pequeno resto sofrerá sim, e muito, pois também terá de passar por sua purificação.


O erro que eles cometem ao interpretarem estes três versículos, sem a misericordiosa iluminação do ESPÍRITO SANTO, é a seguinte: Nos últimos 3 dias da grande tribulação (os dias de trevas) quando os Santos Anjos do Todo-Poderoso estiverem purificando à face desta Terra, perseguindo, desterrando e encerrando no inferno todos os demônios, que aqui atormentavam os homens, esses levarão consigo para as profundezas também os seus; porque os que pertencem ao SENHOR estarão marcados pelos Santos Anjos e não lhes será permitido tocá-los. Inclusive, durante a grande tribulação, muitos que pertencem ao pequeno rebanho do SALVADOR perecerão, alguns até alcançando o grande privilégio do martírio de sangue, porém suas almas “voarão” ao encontro do BOM PASTOR e de Sua Santíssima MÃE.


         Por acaso não fará DEUS justiça aos seus escolhidos, que estão clamando por ELE dia e noite? Porventura tardará em socorrê-los? Digo-vos que em breve lhe fará justiça. Mas, quando vier o FILHO do homem, acaso achará fé sobre a terra? (Lc. 18, 7-8)


         5Como lhe chamassem a atenção para a construção do templo feito de belas pedras e recamado de ricos donativos, JESUS disse: 6Dias virão em que destas coisas que vedes não ficará pedra sobre pedra: tudo será destruído.

            7Então o interrogaram: “Mestre, quando acontecerá isso? E que sinal, haverá para saber-se que isso se vai cumprir?” 8JESUS respondeu: “vede que não sejais enganados. Muitos virão em meu nome, dizendo: Sou eu; e ainda: O tempo está próximo. Não sigais após eles. 9Quando ouvirdes de guerras e de tumultos, não vos assusteis; porque é necessário que isso aconteça primeiro, mas não virá logo o fim.”

            10Disse-lhes também: Levantar-se-ão nação contra nação e reino contra reino. 11 Haverá grandes terremotos por várias partes, fomes e pestes, e aparecerão fenômenos espantosos no céu. 12Mas, antes de tudo isso, vos lançarão as mãos e vos perseguirão, entregando-vos às sinagogas e aos cárceres, levando-vos à presença dos reis e dos governadores, por causa de mim. 13 Isto vos acontecerá para que vos sirva de testemunho. 14Gravai bem no vosso espírito de não preparar vossa defesa, 15porque EU vos darei uma palavra cheia de sabedoria, à qual não poderão resistir nem contradizer os vossos adversários. 16 Sereis entregues até por vossos pais, vossos irmãos, vossos parentes e vossos amigos, e matarão muitos de vós. 17Sereis odiados por todos por causa do meu nome. 18Entretanto, não se perderá um só cabelo da vossa cabeça. 19É pela vossa constância que alcançareis a vossa salvação.

            20Quando virdes que Jerusalém foi sitiada por exércitos, então sabereis que está próxima a sua ruína. 21Os que então se acharem na Judéia fujam para os montes; os que estiverem dentro da cidade retirem-se; os que estiverem nos campos não entrem na cidade. 22Porque estes serão dias de castigo, para que se cumpra tudo o que está escrito. 23Aí das mulheres, que naqueles dias, estiverem grávidas ou amamentando, pois haverá grande angústia na terra e grande ira contra o povo. 24Cairão ao fio da espada e serão levados cativos para todas as nações, e Jerusalém será pisada pelos pagãos, até se completarem os tempos das nações pagãs.

            25 “Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra a aflição e a angústia apoderar-se-ão das nações pelo bramido do mar e das ondas. 26Os homens definharão de medo, na expectativa dos males que devem sobrevir a toda a terra! As próprias forças dos céus serão abaladas. 27Então verão o FILHO do homem vir sobre uma nuvem com grande glória e majestade. 28Quando começarem a acontecer estas coisas, reanimai-vos e levantai as vossas cabeças; porque se aproxima a vossa libertação.”

            29Acrescentou ainda esta comparação: Olhai para a figueira e para as demais árvores. 30Quando elas lançam os brotos, vós julgais que está perto o verão. 31Assim também, quando virdes que vão sucedendo estas coisas, sabereis que está perto o Reino de DEUS. 32Em verdade vos declaro: não passará esta geração sem que tudo isto se cumpra. 33Passarão o céu e a terra, mas as minhas palavras não passarão.

            34Velai sobre vós mesmos, para que os vossos corações não se tornem pesados com o excesso do comer, com a embriaguez e com as preocupações da vida; para que aquele dia não vos apanhe de improviso. 35 Como um laço cairá sobre aqueles que habitam a face de toda a terra. 36Vigiai, pois, em todo o tempo e orai, a fim de que vos torneis dignos de escapar a todos estes males que hão de acontecer e de vos apresentar de pé diante do FILHO do homem. (Lc. 21, 5-36)


         - Comentaremos poucos versículos, porque a grande maioria já foi abordada em textos anteriores, principalmente quando apresentamos Mateus 24 e Marcos 13. Como os quatro Evangelhos possuem a mesma Fonte, nosso Senhor Jesus CRISTO, procuraremos evitar repetições!


         - No caso dos versículos 21 e 22 propositalmente repetiremos nossa observação anterior. É muito importante meditarmos e considerarmos os apelos que o Senhor nos faz mais claramente através de São Lucas. Quando o anticristo assumir o controle da humanidade, a perseguição contra os Cristãos será feroz.

Seremos caçados para capitularmos, negarmos nosso Salvador, ou seremos mortos. É certo que nas cidades seremos facilmente localizados; até denunciados. Isto sem ainda considerarmos, pois analisaremos mais detalhadamente no Livro do Apocalipse, que com a extinção do papel moeda, subsistirá apenas a “moeda eletrônica”, os chips, que hoje já, estão presentes nos cartões de débito, e serão transferidos, por medida de “segurança”, para nossas mãos. A tão discutida “marca da besta”.


Morando no campo, área rural, com certeza teremos mais chances de escapar a cruel perseguição. DEUS avisa, detalha não força ninguém, nossa fé e livre arbítrio decidirão. Depois, quando chegar o período fatídico não poderemos nos lamentar, pois alertados fomos há 2000 anos.

         Neste versículo 32 fica claro, se analisarmos com boa fé, que o Senhor se refere aquela geração futura, na qual estivessem se cumprindo todo o conjunto de sinais, que ELE misericordiosamente apontou. Pois quando eles começassem a desencadear-se seriam para cumprir-se todos naquela referida geração, no caso, a nossa.


         Assim encerramos a nossa rápida passagem pelo anúncio do Fim dos Tempos e a Vinda Gloriosa de nosso Redentor, segundo o Evangelho de São Lucas.

         Pelo significativo fato do apóstolo São João ter sido agraciado para receber a derradeira revelação, o Livro do Apocalipse, muito pouco encontramos sobre a 2ª Vinda do Senhor em seu Evangelho.

 

         “JESUS vê Natanael, que lhe vem ao encontro, e diz: “Eis um verdadeiro israelita, no qual não há falsidade.” Natanael pergunta-lhe: “Donde me conheces?” Respondeu JESUS: “Antes que Filipe te chamasse, eu te vi quando estavas debaixo da figueira.” Falou-lhe Natanael: “Mestre, tu és o FILHO de DEUS, tu és o REI de Israel.” JESUS replicou-lhe: “Porque eu te disse que te vi debaixo da figueira, crês! Verás coisas maiores do que esta”. E ajuntou: “Em verdade, em verdade vos digo: Vereis o céu aberto e os Anjos de DEUS subindo e descendo sobre o FILHO do homem”. (Jo. 1, 47-51)


         “Voltando-se Pedro, viu que o seguia aquele discípulo que Jesus amava (aquele que estivera reclinado sobre o seu peito, durante a ceia, e lhe perguntara: “Senhor, quem é que te há de trair?”) Vendo-o, Pedro perguntou a JESUS: Senhor, e este? Que será dele? Respondeu-lhe JESUS: Que te importa se EU quero que ele fique até que EU venha? Segue-ME tu. Correu por isso o boato entre os irmãos de que aquele discípulo não morreria. Mas JESUS não lhe disse: “Não morrerá”, mas: “Que te importa se quero que ele fique assim até que EU venha?” (Jo. 21, 20-23)”.


         Amados de DEUS sabemos que nosso Senhor JESUS CRISTO possui os poderes de onisciência, onipresença e onipotência, ou seja, para ELE tudo é possível, absolutamente tudo. Reafirmamos isto para salientar que é impossível DEUS FILHO se enganar, errar ou até mentir; pois ELE é o SANTO dos santos, o Justo Juiz. Adiantamos tudo isto, antes de focarmos os versículos apresentados logo acima.


         Quantos de nós, nestes 2008 anos, devem ter se questionado ao lerem e meditarem os referidos versículos. O que pensar? O que concluir? Como poderia São João Evangelista ter permanecido entre nós? Mas Jesus afirmou! E se afirmou, devemos acreditar piamente, mesmo sem um entendimento momentâneo, mas VERDADE É! Quem sabe um dia entenderemos, pela misericórdia de DEUS?!

         E esse dia chegou, pelo menos para o entendimento destes referidos versículos.


         Na capa deste site é apresentado o acesso para um resumo da vida da religiosa alemã Ana Catarina Emmerich, uma existência de intenso sofrimento e impressionantes graças. A ela o DEUS Altíssimo decidiu revelar toda a história da humanidade, desde a Criação do mundo. Tudo lhe foi revelado em seu exíguo dormitório em cima de seu leito. Acesse para conhecer mais e melhor este instrumento de Amor e da Misericórdia do Todo-Poderoso.


         Observem irmãos o que encontramos nas visões que lhe foram concedidas:


         “... Tive também uma bela visão da morte de São João. Estava já muito velho, mas tinha o rosto ainda belo, delicado e juvenil. Vi-o partir e distribuir o Pão Divino (EUCARISTIA) creio que por três dias seguidos, numa Igreja de Éfeso. Lembro-me que Jesus lhe tinha aparecido, anunciando-lhe a morte; recordo-me só obscuramente, mas vi muitas vezes JESUS lhe aparecer. Depois o vi ensinar ao ar livre, sob uma árvore, fora da cidade, rodeado pelos discípulos; dirigiu-se em seguida, acompanhado apenas por dois discípulos, a um belo lugar num bosque, atrás de uma pequena colina. Havia ali uma linda relva e podia-se ver o mar azul no horizonte. Mostrou-lhes uma coisa no chão; era que deviam cavar ou acabar-lhe a cova. Creio que era para acabar, pois pouco depois tudo estava bem preparado, que o trabalho principal devia ter sido feito já anteriormente. As pás ainda estavam lá. Vi-o voltar para junto dos outros, ensinando-lhes com amor, rezando e exortando-os a se amarem uns aos outros. Os dois voltaram também e um deles disse: “Ai! meu pai, cremos que nos quereis abandonar.” Comprimiam-se-lhes todos em roda e prostravam-se por terra, chorando. João exortou-os, rezou e abençoou-os. Depois mandou que ficassem ali, e acompanhado por cinco, dentre os discípulos, foi ao lugar do sepulcro, que não era muito profundo, mas bem revestido de relva; tinha uma tampa de vime, e sobre esta puseram depois, se bem me lembro, relva e uma pedra. João, em pé, a beira da cova, rezou com os braços estendidos; depois colocou dentro o manto, entrou e, sentando-se, ainda rezava. E veio-lhe um grande esplendor, enquanto ainda falava. Os discípulos estavam prostrados por terra, chorando e rezando. Vi depois uma coisa maravilhosa: Quando João caiu vagarosamente deitado e expirou, vi no esplendor que o encimava, uma figura resplandecente, semelhante a ele, sair-lhe do corpo, como de um invólucro grosseiro e desaparecer com a luz. Depois vi também os outros discípulos, que se aproximavam e se prostravam em roda do sepulcro, sobre o corpo sagrado, que foi coberto em seguida.

         Vi também que o corpo do Apóstolo não está mais na terra, mas entre norte e leste, num lugar resplandecente como o sol. Vi que lá era como um intermediário, recebendo alguma coisa de cima e levando-a para baixo. VI ESSE LUGAR COMO AINDA PERTENCENTE Á TERRA, MAS ELEVADO, ACIMA DELA E INACESSÍVEL.”


“Guerreiros da última ordem”


Nenhum comentário: