domingo, 13 de fevereiro de 2011

Frases do Concílio Vaticano II.

"Não vêm apenas de fora os ataques contra o Papa e a Igreja, mas os
sofrimentos da Igreja têm origem do interior da própria Igreja, do
pecado que existe no seio da Igreja"
(Papa Bento XVI)

Eis a confissão explicita de que o Conc. Vaticano II rompeu com aquilo que a Igreja sempre ensinou:

“(…) Significará o último concílio uma ruptura,
uma revolução ou uma continuação? Se for confrontado com certas
tendências do século XIX e da primeira metade do século XX, o Concílio
assinala, sem dúvida, UMA RUPTURA E UM AVANÇO MUITO GRANDE”
(Padre
Joseph Ratzinger, Das Neue Volk Gottes – Enwürfe zur Ekkleseologie,
Patmos-Verlag, Düsseldorf, 1969, trad. br. por Clemente Raphael Mahl: O
Novo Povo de Deus, São Paulo, Paulinas, 1974, p. 278, destaques nossos).


“Sou apenas o instrumento” com o qual alguns
querem “agir contra o Papa”. “Visivelmente, o catolicismo de esquerda
ainda não perdoou o fato de Ratzinger ter se tornado Papa”. (Le Forum
Catholique)
Dom Williamson

Dom Marcel Lefebvre - O grande responsável pela liberação do rito
tridentino, através do Motu Proprio Summorum Pontificum. Se temos esse
rito permitido livremente, isso devemos a ele.

Papa Bento XVI:

“A verdade é que o mesmo Concílio não definiu
nenhum dogma e, de modo consciente, desejou expressar-se num nível mais
modesto, meramente como Concílio Pastoral…“
.(Cardeal Ratzinger aos
bispos do Chile, em 13 de julho de 1988)


 Eis o maior culpado desta tragédia: O Concilio
Vaticano II - "Se a Igreja nao fosse uma instituicao divina, este
Concilio(CVII) teria a enterrado."
(Cardeal Giuseppe Siri)

Nenhum comentário: