quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Uso de fertilizantes dobrou entre 1992 e 2006, diz IBGE.

Diz a Sagrada Escritura:
Até quando permanecerá a terra em luto, e há de secar a erva dos campos? Por causa da maldade dos homens que nela habitam, animais e pássaros perecem, por haverem dito: Não verá o Senhor o nosso fim. (Jr 12,4)


Uso de fertilizantes dobrou entre 1992 e 2006, diz IBGE
04/06/08: Em 2006, foram comercializados 141,41 quilos do produto.
Estudo aponta ainda que São Paulo é o estado que mais usa agrotóxicos.
A quantidade de fertilizantes comercializada por hectare cresceu entre 1992 e 2006 (de 69,44 quilos para 141,41 quilos) no Brasil, revela o levantamento Indicadores de Desenvolvimento Sustentável 2008 (IDS), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira (4).
Conforme o levantamento, Minas Gerais é o estado que mais utiliza fertilizantes por hectare (249,23 quilos), seguido por São Paulo (214,21 quilos) e Roraima (200,11 quilos). No outro extremo estão Acre, Ceará e Amazonas com, respectivamente, 7,41 quilos por hectare, 8,32 quilos por hectare e 12,33 quilos de fertilizantes por hectare plantado.
Em relação aos agrotóxicos - usados no controle de pragas, doenças e ervas daninhas -, entre 2000 e 2005, houve um leve crescimento no consumo, de 3,19 quilos por hectare para 3,23 quilos por hectare. No mesmo período, caiu, entretanto, a utilização dos produtos mais tóxicos.
Além de potencialmente venenosos, os agrotóxicos tendem a se acumular no solo, na fauna e flora e seus resíduos podem chegar às águas subterrâneas. O estado de São Paulo é o que mais utiliza agrotóxicos por hectare plantado (7,62 kg/ha, mais que o dobro da média nacional). Já o Amazonas (0,19 kg/ha) é o que menos utiliza agrotóxicos.
Fonte: G1.

Nenhum comentário: