terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Descobrir o rosto de Cristo no mundo digital, pede Bento XVI.

 Bento XVI diz que sacerdotes devem colocar os novos meios de comunicação a serviço da Palavra
"Através dos meios modernos de comunicação, o sacerdote poderá dar a conhecer a vida da Igreja e ajudar os homens de hoje a descobrirem o rosto de Cristo".

É isso que aponta Bento XVI em sua mensagem para o 44º Dia Mundial das Comunicações, com o tema O sacerdote e a pastoral no mundo digital: os novos media ao serviço da Palavra. O Dia Mundial das Comunicações será celebrado em 16 de maio.

O texto foi apresentado durante uma coletiva realizada na manhã deste sábado, 23, na Sala de Imprensa da Santa Sé. O encontro foi conduzido pelo presidente do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, Cardeal Claudio Maria Celli, e o secretário do mesmo Conselho, monsenhor Paul Tighe.

O Papa destaca que as possibilidades oferecidas pelas novas tecnologias nos meios de comunicação "tornam cada vez mais importante e útil o seu uso no ministério sacerdotal".

Ao lembrar que a tarefa primária do sacerdote é anunciar Cristo, Bento XVI indica: "De fato, pondo à nossa disposição meios que permitem uma capacidade de expressão praticamente ilimitada, o mundo digital abre perspectivas e concretizações notáveis ao incitamento paulino: 'Ai de mim se não anunciar o Evangelho!' (1 Cor 9,16)".


Uma nova fase

Com a difusão crescente das novas tecnologias, o Santo Padre explica que o sacerdote se encontra perante o limiar de uma "história nova".

Por isso, seria preciso multiplicar os esforços para colocar os novos meios ao serviço da Palavra, não apenas como um espaço a ser ocupado, mas em que "o presbítero deve fazer transparecer o seu coração de consagrado, para dar uma alma não só ao seu serviço pastoral, mas também ao fluxo comunicativo ininterrupto da 'rede'".

Ao se valer do mundo digital para expressar que o amor de Deus não é uma teoria do passado, mas uma realidade concreta, o sacerdote deveria oferecer às pessoas os sinais necessários para reconhecer o Senhor.

Além disso, as novas tecnologias representariam uma oportunidade valiosa para levar a Palavra aos não crentes.

"Uma pastoral no mundo digital é chamada a ter em conta também aqueles que não acreditam, caíram no desânimo e cultivam no coração desejos de absoluto e de verdades não caducas, dado que os novos meios permitem entrar em contato com crentes de todas as religiões, com não-crentes e pessoas de todas as culturas".

Por fim, Bento XVI pergunta: "não se poderá porventura prever que a internet possa dar espaço - como o 'pátio dos gentios' do Templo de Jerusalém - também àqueles para quem Deus é ainda um desconhecido?". E pede aos sacerdotes:  "Aproveiteis com sabedoria as singulares oportunidades oferecidas pela comunicação moderna".

Nenhum comentário: