quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Noite de Natal: Milagre em Belém-PA.


Um recém-nascido foi encontrado no quintal de uma casa na periferia de Belém (PA), no dia de Natal (25). A criança estava num saco plástico e foi jogada por cima de um muro de quase dois metros de altura.
A mãe da criança tem 20 anos e contou que o bebê nasceu por volta das 20h30 do dia 24, que colocou o recém-nascido dentro de um saco de
supermercado, subiu no muro e “soltou a criança” no quintal do vizinho.
O bebê é do sexo masculino, chegou ao hospital pesando 2,2 kg e apresentando escoriações e hematomas no rosto e na perna.
A história chama a atenção pela resistência do bebê que ficou abandonada durante 12 horas.
Como a criança sobreviveu tanto tempo sem ajuda?  Os pediatras explicaram o seguinte:  enquanto estão na barriga os bebês se alimentam do sangue da mãe, que corre através do cordão umbilical.
Nos últimos dias, antes de nascer, eles acumulam muita gordura e açúcar no corpo. Após o parto podem ficar de dois a três dias praticamente sem se alimentar, o tempo que costuma levar para a mãe produzir leite.
Segundos os médicos, o bebê encontrado em Belém podia ter morrido de frio. Tudo indica que o saco plástico onde ele foi colocado ajudou a manter a temperatura do corpo, mas também poderia ter sufocado e matado a criança.
A enfermeira Joelma Lima, que há nove anos trabalha no Samu disse que nunca viu nada parecido. Ao ser retirada do saco, a criança tinha arranhões no rosto e em uma das pernas. Estava molhada, mas respirava sem dificuldade.
Para a enfermeira, o maior risco foi de hemorragia. “Estava com o cordão cortado, não estava pinçado. Isso também poderia causar uma hemorragia por perda de sangue através do cordão umbilical. Todos esses riscos o bebê correu naquele momento”.
Todas essa explicações poderiam se resumir em poucas palavras:  Um Milagre de Deus.

Nenhum comentário: