quinta-feira, 18 de novembro de 2010

“Rock Cristão: um som, nada cristão”.

"O rock é uma expressão básica das paixões que, em grandes platéias, pode assumir características de culto ou até de adoração, contrários ao cristianismo." (Cardeal Joseph Ratzinger, Papa Bento XVI).

Baterias e guitarras seduzem a nova geração apaixonada pelas cacofonias do rock. As ditas bandas “católicas” e protestantes, unidas pelo mesmo pacto não racional em relação aos ouvintes, fazem multidões pularem e cantarem euforicamente com suas músicas melodicamente românticas e com letras sentimentais de caráter explicitamente anti-doutrinal. 



Pensam esses “católicos românticos” que a fé é um sentimento, fruto de emoções irracionais. E no intuito de provocar “conversões” coletivas por vias sentimentais, instigam a comoção, as lágrimas de um doce arrependimento interior, o toque mágico na alma, e completam com uma pitada de um eufórico rock “cristão”. 

 

Pobres jovens iludidos! Já não sabem mais o que é fé e são facilmente enganados pelos frutos de uma antiga Revolução que tanto mal trouxe a humanidade. Cantam, pulam, choram, e fazem do nome de Cristo e de Maria Santíssima, veículos de delírios e pura emoção. O que entendem de música sacra esses cantores que disseminam o sensualismo e paixões diabólicas contra a caridade e contra a fé? Pensam que é só colocar um Jesus na letra que tal cacofonia torna-se canto sacro? O que entendem de beleza musical se jamais estudaram Santo Agostinho que sabia amar verdadeiramente músicas belas? 

 

Esses sentimentais deveriam aprender que fé é uma virtude intelectual e não sentimental. E que protestem contra o Papa São Pio X se coragem tiverem para isso. Fé não é um Dom que se adquire através de um processo de ataques eufóricos ou por meio de uma emoção irracional que ilumina docemente o coração. Tal heresia fora condenada com veemência pelo Papa São Pio X, que em seu tempo, já afloravam os delírios do romantismo:

 

(...) eu mantenho com certeza e confesso sinceramente que a
Fé não é um sentimento cego de religião que se alevanta das profundezas do subconsciente pelo impulso do coração e pela moção da vontade treinada para a moralidade, mas um genuíno assentimento da inteligência com a Verdade recebida oralmente de uma fonte externa. (Juramento Contra o Modernismo – Papa São Pio X). (negrito meu).

Santa ordem vinda de um Papa Santo e tão esquecida por aqueles que se dizem “católicos”. Ninguém pode ser católico sem ser fiel ao Papa. No entanto, grande parte de "fiéis" movem-se por paixões e não por verdades. Adere-se ao que se está na moda e não ao que sempre se ensinou como verdade imutável.


O que esperar desses pseudo-católicos senão calorosas noites de muita dança e rock cristão? Perguntem a esses tocadores de guitarras se eles sabem o que é caridade; pergunte a esses tocadores de cuíca se eles sabem o que é a Verdade; pergunte a esses amantes de corinhos eufóricos o que é o Verbo. Duvido que saibam, porque se soubessem essas verdades essenciais para um católico, não trabalhavam para o triunfo de um culto anti-cristão.


Cabe lembrar que recentemente ocorreu em Campo Grande-MS um show que envolvia bandas “católicas” denominado Milícia Fest, com o tema: "Pra
sentir o amor de Jesus e Maria".

Uma afronta explícita à doutrina católica e às condenações de São Pio X.


Transcrevo abaixo a informação veiculada na agência de notícias Dourados News:


 

Banda gospel de Dourados se apresenta em Campo Grande

 

A Banda Sinal Sagrado, de Dourados, foi convidada para se apresentar dia 19 de agosto no Ginásio da Mace em Campo Grande, no I Abba Pai. Este evento da Igreja Católica tem como público alvo os jovens, buscando evangeliza-los através da música cristã promovendo uma noite que promete muita alegria e oração, onde são esperadas três mil pessoas de todo o Mato Grosso do Sul.

 

A Banda douradense, Sinal Sagrado, é a única atração do interior do estado e estará animando a noite junto com músicos católicos de renome nacional como a Banda Expresso HG e Dj Heaven’s Dance.

 

Tocando sucessos do rock cristão como Rosa de Saron, The Flanders e Virtud, além de músicas próprias, o quarteto formado por jovens universitários, que se encontraram no Grupo de Jovens JUBAP da Comunidade Santo André, somam mais de dois anos de caminhada. A principal marca da Banda é o carisma e a amizade de seus integrantes, fortalecida com a fé, com o carinho e com incentivo recebidos dos familiares e amigos.

 

“Já nos apresentamos em vários eventos aqui em Dourados: DNJ Festival da Juventude, Festival de Música Vocacional, e eventos em algumas cidades próximas como Douradina e Fátima do Sul. Mas com certeza esta é a maior oportunidade que tivemos para divulgar nosso trabalho e estamos ansiosos para representar nossa cidade. Rezem por nós!” finalizou Márcio Barcelos (baixista da banda).

Fonte: Dourados News (http://www.msnoticias.com.br/?p=ler&id=199981)



 


Por que esses católicos trabalham contra a ortodoxia católica movidos por paixões e não pela fé? Unidos por um mesmo propósito, partilham de um eufórico rock nada cristão.

Que São Tomás ilumine nossa pobre geração.


In Jesu et Maria semper

Eder Silva

5 comentários:

Anjo disse...

atrevimento..
usar as palavras do Papa para querer ir contra o Rock cristão....

se vc reparar o Papa falado Rock Secular
que em sua letras podem ir contra os princípios Cristãos...
Não está falando do rock Cristão que tem letras fundamentadas na mensagem de Cristo...

Tiago B.R

tiago disse...

Esse cara que não é nada Cristão querendo colocar dúvidas na cabeça dos joves...

DC disse...

Prezado Tiago, Paz de Cristo!

Viu o que o rock ta fazendo com vc?

J.Paulo disse...

o Dono desse blog deve ser um tremendo de uma alienado q só teve esperiencia com a razão da fé, mas q nunca sentiu tal amor de Deus no coração . . . vai dormir cara. Fica postando essas fotos de demonio no blog e comparando com louvores ao Pai. . Rock é um ritmo . . não generalize as letras. Apaga o Post da adriana o ritmo que ela usa é o Pop . . e aí ? nada contra o Pop ?

Marcio Pedro disse...

O deus desse mano aí chama-se JOSEPH RATZINGER.
O cristo dele é o PAPA. O cristo dele morre e eles fazem uma cerimônia FECHADA para escolher outro.
Ô mano, quando for ler a Bíblia Sagrada (se quiser eu te dou uma sem apócrifos) e pede para o ESPÍRITO SANTO DE DEUS revelar os Mistérios da Sua Santa palavra. E aí: "conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará" (João 8:32). Ao invés de rezar, ORE e peça a DEUS para revelar os desejos do coração Dele para sua vida.

Pare de seguir o PAPA. Siga a JESUS CRISTO, o FILHO DO DEUS VIVO!!

Estuda primeiro e vai ver que temos que olhar para a CRUZ. Todo o resto é RELIGIOSIDADE.

Não perca tempo em defender um sistema que apresenta a igreja antes da Salvação.