sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Missa em latim deve ser cada vez mais habitual em rito romano, afirma Card. Castrillón.

O Presidente da Comissão Ecclesia Dei, Cardeal Darío Castrillón Hoyos, assinalou que "chegou o tempo de facilitar" o acesso à liturgia "segundo os livros litúrgicos promulgados pelo Beato João XXIII em 1962".
"O Santo Padre tem a intenção de estender a toda a Igreja latina a possibilidade de celebrar a Santa Missa e os Sacramentos segundo os livros litúrgicos promulgados pelo Beato João XXIII em 1962", disse o Cardeal colombiano em sua intervenção ante a assembléia de bispos reunidos na V Conferência Geral do Episcopado Latino-americano e do Caribe.
"Por esta liturgia, que nunca foi abolida, e que, como dissemos, é considerada um tesouro, existe hoje um novo e renovado interesse e, também por esta razão o Santo Padre pensa que chegou o tempo de facilitar, como o quis a primeira Comissão Cardinalícia em 1986, o acesso a esta liturgia fazendo dela uma forma extraordinária do único rito Romano", prosseguiu.
Em seguida, o Cardeal Castrillón afirmou que desta maneira, "o Santo Padre quer conservar os imensos tesouros espirituais, culturais e estéticos ligados à liturgia antiga. A recuperação desta riqueza se une a não menos preciosa da liturgia atual da Igreja".
Deste modo disse que esta "oferta generosa do Vigário de Cristo" quer pôr "a disposição da Igreja todos os tesouros da liturgia latina que durante séculos nutriu a vida espiritual de tantas gerações de fiéis católicos".


Fonte: Acidigital

Nenhum comentário: